Apoio ao Cliente 944 585 385 info@caetano.co.ao

Representante oficial

Ford e Robert Hudson mantêm o programa “Habilidades de Condução para a Vida” em Angola

Data de criação: 25 Agosto, 2016
  • O programa “Habilidades de Condução para a Vida” da Ford é especialmente direccionado para os jovens angolanos
  • A Ford e a Robert Hudson apoiam frequentemente iniciativas de segurança rodoviária em Angola, como medida de prevenção
  • Fato inovador imita os efeitos da condução sob a influência do álcool

 

A Ford Motor Company e a Robert Hudson, distribuidor local da Ford, vão continuar este ano em Angola com o seu muito aclamado programa “Habilidades de Condução para a Vida” (Driving Skills for Life – DSFL). Este bem-sucedido programa de formação de condução foi lançado no país o ano passado e teve novamente lugar hoje, dia 25 de Agosto na Universidade Gregório Semedo em Luanda, Talatona.

Este ano o programa local da Ford está focado nos jovens angolanos que ainda não tenham obtido a carta de condução há muito tempo e por isso ainda não tenham, adquirido maus hábitos de condução. A Ford e Robert Hudson centram este ano as suas atenções nos estudantes universitários ao mesmo tempo que aumentam a sensibilidade para melhorar a segurança rodoviária em Angola.

O programa DSFL em Angola começou com uma hora de formação teórica que foi dada na Universidade Gregorio Semedo, em Luanda e foi complementada com uma parte prática. Esta teve lugar no autódromo de Luanda onde os estudantes com carta de condução puderam testar as suas capacidades e aprender novas técnicas de condução num ambiente seguro.

O programa “Habilidades de Condução para a Vida” incluía formação teórica e prática, para promover métodos de condução eficientes no consumo de combustível que asseguram um benefício para a economia de custos quando aplicados à condução normal.

O DSFL é um programa gratuito de formação de técnicas de condução destinado principalmente a recém-encartados, além de ser uma forma de melhorar a capacidade de condução defensiva dos condutores mais experientes. É financiado pelo Ford Motor Company Fund, um fundo sem fins lucrativos, como método eficaz de melhorar globalmente as técnicas de condução e assim contribuir para a segurança rodoviária. Desde 2003, em todo o mundo mais de 800.000 condutores já obtiveram uma valiosa experiência de condução segura através deste programa.

 

Inovação: Fato desenhado que simula a influência do álcool

A sensibilização para a segurança rodoviária é muito importante em Angola, que é colocada no 10º lugar pela Organização Mundial de Saúde em termos de mortes nas estradas. Em 2014 morreram 6.684 pessoas nas estradas angolanas, o que representa 34,9 mortes por cada 100.000 habitantes.

 

Os instrutores de condução apresentaram também um fato especialmente desenvolvido pela Ford que simula a condução sob a influência do álcool. Esta ajuda revolucionária à formação está projectada para simular as alterações físicas do corpo sob a influência do álcool.

Alguns voluntários já experimentaram o fato: o desafio de conduzir embriagados quando de facto estão sóbrios. Foram equipados com protectores auriculares por forma a diminuir a audição e assim limitar o tempo de reacção, ao mesmo tempo que óculos especiais condicionavam a visão produzindo imagens fantasmas e visão de túnel.

Além disso, foram colocadas almofadas em diversas partes do corpo para abrandar e restringir os movimentos. A sensação global criada é similar aquela vivida por um condutor embriagado e dá aos participantes muito que pensar sobre os perigos da condução nesse estado.

A Ford lançou o DSFL nos Estados Unidos em 2003 e ao longo dos anos o sistema foi melhorado e adaptado às condições específicas de muitos mercados, sendo Angola um dos mercados a ser considerados.